.

Gravidez Precoce

Brincando de Casinha

Muitos pais de famílias se vêem em situações preocupantes.

Afinal ter uma filha adolescente de 14 anos grávida e que o futuro pai também é um adolescente  é realmente algo que deixa os pais alarmados.

Sabemos que são muitas as famílias que, no dia a dia, se deparam com essa realidade.

É muito importante que saibamos  lidar com essa questão da sexualidade de nossos filhos. Muitos pais ainda tem um certo tabu e/ ou preconceito, acompanhado de um falso moralismo com relação a esse assunto.

Precisamos entender que os tempos são outros, hoje com o acesso fácil da internet e outros meios de comunicação, nossos filhos mais cedo do que pensamos, já tomam conhecimento desta questão.

Claro que no papel tudo é muito bonito, maravilhoso, o problema começa quando eles não sabem lidar com a sexualidade.

A realidade de cada adolescente pode ser diferente e nem sempre o que lêem vai de encontro com suas angustias, duvidas e questionamento.

Jovens desestimulados, desorientados, agredidos na sua integridade física, moral e intelectuamente ou que vivem em ambientes desestruturados, permissivos vêem no sexo uma forma de prazer, desabafo, contestação.........

Por isso é muito importante os pais com bastante clareza e abertura no momento certo já refletirem com seus filhos para esse assunto delicado.

Caso não se sintam preparados, busquem ajuda.

Os nossos filhos precisam ser orientados a ter consciência que devem se prevenir para evitar uma gravidez indesejada (precoce) e ou não planejada, o que é muito sério, pois compromete toda sua estrutura psicológica e comportamental e um projeto de vida que se encontra em formação.

Muitas das gravidezes precoces chegam levar a depressões profundas com alto risco desses jovens cometerem outros erros com conseqüências desastrosas.


Com isso precisamos estar preparados para uma realidade que deixou de ser uma brincadeira de casinha.

Nós pais, que podendo ou não, ter  culpa nos comportamentos que  levam nossos filhos a tomarem atitudes equivocadas, irresponsáveis.  Precisamos juntos ( pais e filhos) nos prepararmos para recebermos uma nova vida que vai precisar de muito afeto e carinho.

4 Deixe seu comentário:

Anonymous disse...

Já passei por isso, quando tinha 17 anos.
Hoje tenho um filho, e sempre o oriento como lidar com essa situação. A menina é que sofre o peso de carregar essa responsábilidade, são poucos rapazes que aceitam.

abç
Maria Lucia

Anonymous disse...

Os filhos que comentem esse erro, no fundo é porque os pais provavelmente não construiram uma boa estrutura familiar e não passaram boa educação e bons principios.
ABÇ
Rafaela

José Maria disse...

A estrutura familiar, cada dia que passa está ficando pior. Estamos perdendo valores importantes na construção familiar.
Com isso as consequências são pais, desorientados, filhos perdidos e sem nenhuma formação.

Ranulfo disse...

Ola Maria Lúcia, Rafaela e José Maria.

Fico contente com a participação de vocês.

É notório, na maioria dos casos envolvendo jovens, assumindo uma maternidade/ paternidade prematura, é fruto de uma relação familiar sem alicerce e descomprometida.

Voltem sempre!

Postar um comentário

Será um prazer receber comentários, para nós do Varimix, eles são muito importante.

Esclarecemos que, serão avaliados antes da publicação, sendo que comentários obscenos, difamatórios e que não tem relação com o Blog não serão publicados.
Os comentários não refletem a opinião do autor do artigo.

Participem, deixem seu recado.
Abraços!