.

Choveu, transborda. - natureza II


É lastimável o que está acontecendo com muitas cidades brasileiras neste período das chuvas.
O Estado do Rio de Janeiro, mais especificamente as cidades da Região Serrana (Nova Friburgo, Petrópolis, Teresópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto, os desastres da natureza vem se repetindo, trazendo destruição e morte. Já são mais de 600 mortos, segundo informações  do Corpo de Bombeiro e Defesa Civil.
Esta já é considerada a maior tragédia climática da história do nosso país.
O número de vitimas já ultrapassou o registrado em 1967, na cidade de Caraguatatuba, litoral norte do Estado de São Paulo. 
Naquela tragédia, 436 pessoas morreram e diversos desaparecidos nunca foram encontrados e centenas de casas ficaram soterradas, 30% da população ficaram desabrigadas.

Hoje, 71.308 brasileiros não têm endereço. Suas casas foram destruídas por conta de tragédias naturais ou interditadas porque estão em regiões de risco.
Veja quadro provocado pela  situação climática em nosso país:                                                                                                                           

Estado
Desabrigados
Desalojado
Sem casa no Estado
Minas Gerais
2.345
16.975
19.320
Espírito Santo
790
16.212
17.002
Rio de Janeiro
6.050
7.780
13.830
São Paulo
1.980
10.161
12.141
Alagoas
8.000
-
8.000
Pernambuco
848
-
 848
Goiás
13
130
143
 Piauí
20 
-
20
 Sergipe
-
 4
Total:
20.046
51.262
71.308

                                                                                              Fonte:   Defesa civil dos estados

As conseqüências das inundações são agravadas pela urbanização caótica e pelas altas concentrações demográficas.
Pela ocupação desordenada dos solos, sem analisar as condições  principalmente nos morros e encostas, nas margens de rios e fluentes. Invasão das margens e espaço que os rios precisam para escoarem em período de muita chuva.
Os morros e as encostas perdem sua compactação e descem morro abaixo em forma de enxurrada (mar de lama).

Infelizmente cada ano que passa a situação só piora, são feitas mil promessas, tomada medidas paliativas, se dão muitas justificativas, mas o foco do problema nunca é enfrentado de frente.
Como não fazem praticamente nada, os governantes usam as mudanças climáticas como justificativa para esses desastres ecológicos

Sabemos que é praticamente impossível fazer parar de chover. Mas precisamos colocar em prática soluções para prevenir situações como essas que vem ocorrendo em nossas cidades.
Aqui mencionamos alternativas possíveis que num processo integrado e continuo poderá trazer resultado satisfatório.
- É preciso fazer uma redução do assoreamento das drenagens naturais.
- Combater a erosão dos solos.
 - Fiscalizar e conscientizar sobre a necessidade de regular o lixo urbano e industrial, ampliação das calhas do rio.
- Manutenção das áreas verdes existente e sua ampliação (jardinagens), uso de pavimentos permeáveis para minimizar o impacto da impermeabilização.
- Reter as águas pluviais, criando-se reservatórios domésticos, empresariais e piscinões.
- Fiscalizar e planejar a ocupação do solo
Todas as soluções apresentadas, se utilizadas em conjunto e por iniciativa de todos, se diluiriam não ficando muito caras.  E assim resolveríamos o drama que passa a população dessas regiões que sofrem com esses desastres climáticos
Compartilhar        Home

7 Deixe seu comentário:

Marcela disse...

Infelizmente, já está ultrapassando 800 pessoas, só nesta região.
Esse é o preço do descaso do estado

Abraços

Natali disse...

Este é o Brasil com seus governantes. Não tem o minimo de respeito pelo cidadão. Só lembram da população, sobem o morro, na epoca das eleições.

Ana Lúcia disse...

Está sendo preciso, que milhares de pessoas inocentes paguem com suas vidas. Quem sabe os governantes do nosso pais, comecem a agir.

Dário disse...

Este é o Brasil em que vivemos. O descaso é total; saneamento, saude, escola, segurança ... e assim vai, não tem fim.

Ranulfo disse...

Veja, Marcela, Natali,Ana Lúcia e Dário.
Entendo que contra a força da natureza, é muito difícil resistir.
Mas daria para planejar melhor nossas áreas urbanas e com isso evitar muitas catátrofe que ocorrem, principalmente com perda de vidas.
Um abraço carinho a todos vocês, voltem mais vezes.

Pedro disse...

A situação em nosso pais é preocupante. Se os nossos governantes não se preocuparem mais com a população, essas tragédias vão se repetir muitas vezes.

Ranulfo disse...

Pedro,

Seu raciocínio é desolador, mas é a realidade.

Infelizmente é preciso perder vidas, para que nossos governantes tomem alguma providência.

Postar um comentário

Será um prazer receber comentários, para nós do Varimix, eles são muito importante.

Esclarecemos que, serão avaliados antes da publicação, sendo que comentários obscenos, difamatórios e que não tem relação com o Blog não serão publicados.
Os comentários não refletem a opinião do autor do artigo.

Participem, deixem seu recado.
Abraços!