.

Transporte Público - em caos

.

Introdução

E m praticamente todas as metrópoles do país, esse é um dos problemas sérios que as pessoas estão enfrentando para se locomoverem de um lugar para outro.
Segundo a Pesquisa do Sistema de Indicadores de Percepção Social (SIPS), divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 43,4% da população usa ônibus, metrô ou outros meios coletivos para se locomover.


Com falta de estrutura no sistema de transporte público o brasileiro prefere andar com seus próprios veículos. Conseqüentemente o crescimento da frota de veículos particular afeta qualidade do serviço de transporte público, principalmente de ônibus.
Com uma grande quantidade de carros nas ruas, sem a preparação viária adequada, acaba causando mais congestionamentos.  O transporte coletivo não flui ocasionando grandes atrasos nos horários previstos para locomoção de passageiros.

Comparação de gastos com transporte
Com uso de carros pessoais, estudo tem mostrado que o brasileiro passou, entre 2003 e 2009, a gastar com transporte, a cada mês, praticamente a mesma quantia que desembolsa para alimentação. Em uma comparação com dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Ipea aponta que os gastos para se deslocar pela cidade somaram R$ 419,20 mensalmente em 2009, enquanto em 2003 o valor destacado para este fim era de R$ 375,90. No consumo de alimentos, a população gasta, em média, R$ 421,70.Medo de assaltosA insegurança é um dos motivos também observados por quem prefere usar carro como meio de transporte na cidade. Dados do IPEA apontam que 41,9% dos brasileiros já foram assaltados ou conhecem alguém que tenha sido ao se deslocar pela cidade onde mora.

Qualidade
Sem investimentos em novas alternativas de transporte adequado e mais eficientes, a qualidade do transporte público é ruim para 19,2% da população brasileira e muito ruim para 19,8%, de acordo com estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).
O porcentual de insatisfeitos, portanto, chega a 39%.
Por outro lado, 26,1% vêem o transporte público como bom e apenas 2,9% o consideram muito bom, em um total de 29%. Ele é regular para 31,3%.
Na Região Sul está os mais satisfeitos com o transporte público, sendo que 44,9%  o consideram bom ou muito bom e 23,5% o acham ruim ou muito ruim.
Já na Região Sudeste se encontra as opiniões mais negativas: apenas 24,5% o vêem como bom ou muito bom e 45,9% o consideram ruim ou muito ruim, este número é muito próximo ao da Região Norte: 45,8%

Congestionamento
Segundo a pesquisa, 66,6% da população brasileira convivem com congestionamento pelo menos uma vez por mês. Deste total, 20,5% enfrentam lentidão mais de uma vez por dia.
Isso é justificável, pois levantamento mostra que no Brasil, nos últimos 10 anos, a frota de veículos cresceu 90,9% a mais que a população, só as motocicletas apresentaram um aumentos de 242,2%. No ano de 2000 havia um carro para 8,5 pessoas, no ano de 2009, o dado apontava um automóvel para 5,2 pessoas.
Várias medidas tomadas no Brasil ao longo dos últimos anos incentivaram o uso dos veículos pessoais. Tivemos subsídio ao preço da gasolina, depois ao preço dos veículos, das motocicletas, que causou uma explosão na frota, sem que o sistema viário das cidades tivesse condições de suportar esse aumento.
Como esse assunto é extenso, vamos continuar em outra matéria, escrevendo sobre alternativas e soluções.

Compartilhar


Fontes:

9 Deixe seu comentário:

Glória disse...

Aqui no Brasil, nosso transporte público mais parece aqueles caminhões carregados de porcos ou frangos indo para o abatedouro

Joelma disse...

Como tudo no Brasil, isso aqui é um caos.
Com o transporte público não seria diferente.
Gostaria de saber qual a prioridade de nossas autoridades.

Renata disse...

No Brasil, o usuário do transporte público é tratado como se fosse uma mercadoria, que se joga dentro de um caminhão de carga.
Falta de respeito e violência urbana

Jenifer disse...

O pior é que não se fazem nada. Cada dia que passa só piora.
Quando estiver próximo da Copa do Mundo e das Olimpiadas, vem operação "tapa buraco" e "engana povo"

Ranulfo disse...

Glória, Joelma, Renata e Jenifer.

Obrigado pelos seus comentários!

São desoladores, mais essa é a nossa realidade.
Precisamos continuar pondo a boca no trombone.
Quem sabe um dia teremos um Brasil que respeita seus cidadãos, usando corretamente os impostos que pagamos.

Abraços

Eduardo disse...

Um pais que tinha toda uma infra-estrutura ferroviária pronta e que fez a besteira de sucatea-la, por interesse das multinacionais de automóvel.Só podia dar nisso que é hoje o nosso sistema de transporte.
Isso é Brasil

Abel disse...

Não é fácil para quem mora em São Paulo, ter que acordar as 5:00hs da madrugada, todos os dias para ir ao trabalho e voltar depois das 20:00hs. São mais de 5:00 hs todos os dias dentro de um buzão. Ninguém merece.

Alda disse...

Que vida, primeiro pego um trem, depois passo para um onibus em seguida para chegar ao serviço pego o metro.
Isso é demais, minha vida está se desgastando, só com transporte e o pior sem qualidade.
Mais essa é a realidade de milhões e milhões de brasileiros.

Ranulfo disse...

Olá Eduardo,

Realmente, essas são politicas com interesses de minoria, em detrimento da maioria.

Oi Abel e Alda.

Apesar de não morar em cidade grande como vocês, já viajei muito para São Paulo. Sinceramente não sei se suportaria essa vida.
Ainda prefiro outros benefícios que cidades de porte menor oferece.

Agradeço a presença.

Postar um comentário

Será um prazer receber comentários, para nós do Varimix, eles são muito importante.

Esclarecemos que, serão avaliados antes da publicação, sendo que comentários obscenos, difamatórios e que não tem relação com o Blog não serão publicados.
Os comentários não refletem a opinião do autor do artigo.

Participem, deixem seu recado.
Abraços!