.

A arte do silêncio


C erta vez, um homem tanto falou que seu vizinho era ladrão, que o vizinho
acabou sendo preso.


Algum tempo depois, descobriram que era inocente.

O rapaz foi solto e, após muito sofrimento e humilhação, processou o homem/vizinho.

No tribunal, o homem/vizinho disse ao juiz: 
- Os meus comentários não causaram tanto mal... 

E o juiz respondeu:
-Escreva os comentários que você fez sobre ele num papel, depois pique o papel e jogue os pedaços pelo caminho de casa. Amanhã, volte para ouvir sentença!

O homem/vizinho obedeceu e voltou no dia seguinte, quando o juiz disse:
- Antes da sentença terás que catar os pedaços de papel que espalhou ontem!

- Não posso fazer isso, meritíssimo! - respondeu o homem.
- O vento deve tê-los espalhado por tudo quanto é lugar e já não sei onde estão!

Ao que o juis respondeu:
 - "Da mesma maneira, um simples comentário que pode destruir a honra de um
homem, espalha-se a ponto de não podermos mais consertar o mal causado".

- Se não pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada!
- Sejamos senhores da nossa lingua, para não sermos escravos de nossas palavras.

- Nunca esqueça;
- Quem ama não vê defeitos. Quem odeia não vê qualidades.
- Quem é amigo, vê as duas coisas.

Para completar fiquemos com esses pensamentos:

Os homens podem dividir-se em dois grupos: os que seguem em frente e fazem alguma coisa e os que vão atrás a criticar - Sêneca

Só tem o direito de criticar aquele que pretende ajudar - Abraham Lincoln

Antes de criticar a vida dos outros, faça algo que preste - Elio Didimo 

Se os homens quisessem falar só daquilo que entendem, quase não falariam - Arturo Graf

Texto enviado pela - Valéria de São Paulo-SP 

Compartilhar                                                                                                        Home

6 Deixe seu comentário:

João Carlos disse...

Do mesmo jeito que uma palavra bem empregada, nos trás consolo e esperança, se for mal empregada destrói uma vida

Aida disse...

Se a intenção não é ajudar, então é melhor ficar de boca fechada.

Araci disse...

Trago sempre comigo um ditado que diz:se não sei o que falar, melhor ficar de boca fechada, para não falar besteira e prefjudicar a vida dos outros.

Ranulfo disse...

Oi João Carlos, obrigado pela visita!

Para isso precisamos antes de fazermos qualquer comentário, estarmos seguro das consequências que trarão as nossas palavras.

Abraços

Ranulfo disse...

Oi Aida

Vamos deixar para fazermos nossos comentários na hora que estivermos conscientes daquilo que queremos transmitir.

Ranulfo disse...

Oi Araci,

Você está certa, mais vale o silêncio da ignorância, do que as besteiras dos espertalhões.

Abraços

Postar um comentário

Será um prazer receber comentários, para nós do Varimix, eles são muito importante.

Esclarecemos que, serão avaliados antes da publicação, sendo que comentários obscenos, difamatórios e que não tem relação com o Blog não serão publicados.
Os comentários não refletem a opinião do autor do artigo.

Participem, deixem seu recado.
Abraços!