.

Um lugar para morar


S entir-se em casa, é fundamental para o nosso bem estar, saber que temos um cantinho privativo e pessoal, um lugar para repousarmos, refletirmos na intimidade, restabelecer as energias.

Um lugar que traga a nós e pessoas que convivem conosco segurança, estabeleça os nossos limites, é de extrema importância para o fortalecimento de sermos alguém.

A realidade é que a grande maioria das pessoas a nível global e principalmente no Brasil, carece desse direito absoluto. Passam a vida toda tentando possuir um espaço, um lugar próprio, sentir o prazer de desfrutar com a família de um refúgio, de um abrigo.   

A realidade sócia econômica infelizmente impõe limites para a capacidade de adquirir esse direito, que deveria ser natural, levando muitas pessoas viverem de forma degradante e despojada de um teto e de uma vida digna.

Submetendo-se a viver na periferia pobre e sem o mínimo e necessário de infra-estrutura, quando não são obrigados a amontoarem em barracos enfiados em barrancos ou comprimidos entre córregos, esgotos e palafitas. 

Criam-se bairros sem estrutura de rede de esgoto, água tratada, ambientes sem as mínimas condições de higiene, limpeza, ventilação, salubridade, segurança e que os protejam das intempéries.

Vivem pessoas carentes e desprotegidas dos benefícios públicos básicos como escolas, unidade de atendimento a saúde, áreas de lazer e entretenimento, com isso tornam-se pessoas excluídas, com alto índice de analfabetismo baixa escolaridade se submetem a subempregos com baixa remuneração, criando-se uma dramática situação no limite do ser humano em uma luta pela sobrevivência e pelos direitos a vida.

Fica claro e evidente que num sistema capitalista que o direito de possuir um pedaço de terra e construir um lugar para morar, passa longe da capacidade da maioria das pessoas, mais simples e sem recurso, gerando problemas sociais gravíssimos.

Somente os que têm condições de comprar uma moradia do ponto de vista de propriedade e perante a lei, podem optar por uma localização privilegiada em condições de se habitar.

É comum vermos mansões e palacetes luxuosos de um lado e de outro favelas evidenciando o contraste extremo na realidade de pessoas.

Todos necessitam de um lugar ideal para se morar, é no abrigo da casa que se adquiri o espírito e estilo de vida, em nossa casa que a vida acontece e os laços afetivos da família são construídos. É ali que desenvolvemos as relações com os vizinhos, as crianças se encontram para brincarem e distraírem.

Todas as pessoas têm direito a uma casa, o acesso a um lar para se morar é essencial para se alcançar um mínimo de dignidade. O lar preenche necessidades físicas e psicológicas ao nos proporcionar um sentido de espaço pessoal e privado, as necessidades sociais crescem e se fortalecem no local que moramos.

O direito a uma habitação condigna é reconhecido como direito humano na Declaração Universal dos Direitos do Homem.   Compartilhar     Home

0 Deixe seu comentário:

Postar um comentário

Será um prazer receber comentários, para nós do Varimix, eles são muito importante.

Esclarecemos que, serão avaliados antes da publicação, sendo que comentários obscenos, difamatórios e que não tem relação com o Blog não serão publicados.
Os comentários não refletem a opinião do autor do artigo.

Participem, deixem seu recado.
Abraços!